Hepatite, uma doença silenciosa – Laboratório Farreras Valenti
RESULTADOS DE EXAMES

A hepatite é a inflamação do fígado. Pode ser causada por doenças autoimunes, metabólicas e genéticas ou pelo uso de remédios, álcool e outras drogas, mas os tipos mais comuns são causados pelos vírus A, B, C, D e E.

Com a ausência de sintomas na fase inicial, muitas vezes a infecção só é descoberta quando a doença já evoluiu para sua forma crônica, dificultando o tratamento e podendo levar até mesmo à morte. Além disso, os tipos B e C são os principais causadores da cirrose hepática, que corresponde a cerca de 80% de todos os casos de câncer de fígado.

A hepatite é considerada um problema mundial de saúde pública. A Organização Mundial de Saúde (OMS), estima que 400 milhões de pessoas estejam infectadas pelos vírus da hepatite B e C em todo o mundo, um número dez vezes maior que o de pessoas contaminadas pelo HIV, por exemplo. E deste número, apenas uma em cada 20 pessoas buscou o diagnóstico.

No Brasil, o Ministério da Saúde estima que milhões de brasileiros são portadores da hepatite, principalmente dos tipos B e C e não sabem. Além do risco que correm se a doença evoluir e causar danos irreversíveis ao fígado, como cirrose e câncer, os infectados também podem transmitir a doença para outras pessoas.

Como a doença é transmitida?

A transmissão da hepatite pode ocorrer pelo contato oral-fecal ou pelo contato com o sangue contaminado. Por isto é importante usar sempre camisinha em todas as relações sexuais, não partilhar seringas e adotar medidas de higiene como sempre lavar as mãos depois de ir ao banheiro e antes de comer.

Como é feito o diagnóstico?

Um ponto importante a ser destacado é o fato de que o diagnóstico tardio pode complicar – e muito – o quadro do paciente, e resultar até mesmo na necessidade de um transplante. Por este motivo, é essencial que o indivíduo faça visitas periódicas ao médico e mantenha sempre em dia os exames.

O diagnóstico das hepatites virais é basicamente realizado por meio de exames laboratoriais sorológicos e de biologia molecular. De forma geral os exames sorológicos fazem parte de uma avaliação inicial, identificando a possibilidade da presença de infecção por esses vírus através do aumento significativo das enzimas do fígado (transaminases), devido à destruição do tecido hepático. Já os exames de biologia molecular são testes que confirmam e indicam qual o tipo de vírus causador da hepatite.


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/farreras/www/farreras/wp-includes/functions.php on line 3722

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/farreras/www/farreras/wp-includes/functions.php on line 3722