MENINGITE - CAUSAS, SINTOMAS E TRATAMENTO – Laboratório Farreras Valenti
RESULTADOS DE EXAMES

A meningite é um processo inflamatório das meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal. Pode ser causada por diversos agentes infecciosos, como bactérias, vírus, parasitas e fungos, ou também por processos não infecciosos. A ocorrência das meningites bacterianas, a forma mais grave da doença, é mais comum no inverno e quando não tratada pode ser fatal. Ela ocorre geralmente quando a bactéria entra na corrente sanguínea e migra até o cérebro. Pode acontecer, também, de a doença ser desencadeada após uma infecção no ouvido, fratura ou, mais raramente, após alguma cirurgia.

A meningite viral pode ser causada por diversos tipos de vírus e é a forma mais comum e menos perigosa de meningite, pois muitas vezes nem exige tratamento. Os vírus causadores da meningite podem ser transmitidos via alimentos, água e objetos contaminados e são mais comuns entre o fim do verão e o começo do outono.

Em geral, a transmissão se dá no contato de pessoa a pessoa, através das vias respiratórias, por gotículas e secreções do nariz e da garganta. A meningite bacteriana também pode ocorrer, raramente, por infecções das vias áreas, como sinusites e otites que podem complicar, evoluindo para acometimento das meninges. Usuários de drogas endovenosas ou pacientes com traumatismos cranianos, em que há exposição da meninge, também encontram-se sob risco de desenvolver meningites.

Quais são os sintomas?

Inicialmente, a meningite se manifesta através de febre elevada e forte dor de cabeça. Porém, esses não são os únicos sintomas da doença, já que ela pode se apresentar de formas distintas quando o infectado é adulto ou bebê.

 

Sintomas mais comuns em bebês

Febre;

Irritabilidade;

Má alimentação;

Sonolência ou problemas para acordar após dormir;

Letargia (falta de energia).

 

Sintomas mais comuns em adultos

Febre;

Dor de cabeça;

Dor na nuca ou torcicolo;

Fotossensibilidade;

Sonolência ou problemas para acordar após dormir;

Náuseas;

Vômitos;

Falta de apetite;

Letargia (falta de energia).

 

Diagnóstico e Tratamento

 

Junto com a análise dos sintomas já recorrentes, o médico poderá solicitar exames de sangue, urina e fezes, além da punção lombar, que consiste na retirada do líquido cefalorraquidiano para análise laboratorial. Será através desses exames que a meningite será confirmada, bem como seu agente causador.

 

O tratamento para a meningite viral dura entre 7 a 10 dias e é recomendado repouso até a febre diminuir e a ingestão de muita água, para evitar a desidratação.

Como não há um medicamento específico para a forma viral da meningite, o médico pode receitar alguns medicamentos para controlar os sintomas causados pela doença. Um exemplo é o uso de analgésicos e antipiréticos, e remédios para náusea/vômito.

 

É importante que o paciente faça uso de algumas medidas durante o tratamento para evitar a transmissão da doença, como usar máscaras, não compartilhar alimentos, bebidas ou objetos pessoais e lavar as mãos com frequência. Em casos graves de meningite viral, o tratamento deverá ser realizado no hospital, onde a pessoa receberá remédios e soro através de via intravenosa.

 

Mas atenção, NUNCA se automedique ou interrompa o uso de um medicamento sem antes consultar um médico. Somente ele poderá dizer qual medicamento, dosagem e duração do tratamento é o mais indicado para o seu caso em específico. As informações contidas nesse site têm apenas a intenção de informar, não pretendendo, de forma alguma, substituir as orientações de um especialista ou servir como recomendação para qualquer tipo de tratamento. Siga sempre as instruções da bula e, se os sintomas persistirem, procure orientação médica ou farmacêutica.


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/farreras/www/farreras/wp-includes/functions.php on line 3735

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/farreras/www/farreras/wp-includes/functions.php on line 3735