Vírus da Imunodeficiência Humana: como se prevenir? – Laboratório Farreras Valenti
RESULTADOS DE EXAMES

O Vírus da Imunodeficiência Humana ou HIV (sigla em inglês), é um retrovírus que ataca principalmente o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças. As células mais atingidas pela ação do HIV são os linfócitos T CD4+, uma vez que o vírus altera o DNA destas células fazendo cópias de si mesmo.

Esta infecção viral destrói progressivamente determinados glóbulos brancos do sangue e pode provocar a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, conhecida como AIDS. Contudo, é importante ressaltar que possuir o HIV não é a mesma coisa que ter a AIDS.

Há muitos indivíduos soropositivos, ou seja, que possuem o vírus, que vivem anos sem apresentar sintomas ou desenvolver a doença. Entretanto, podem transmitir o retrovírus a outros indivíduos por meio de relações sexuais desprotegidas, compartilhamento de seringas contaminadas ou mesmo de mãe para filho, durante a gravidez e a amamentação.

Na maioria dos casos, o HIV é transmitido através do contato com um líquido corporal que contenha o vírus ou células infectadas por ele. Quando infectada, a pessoa pode sentir febre e cansaço, desenvolver erupções cutâneas e ter aumento do tamanho dos linfonodos, e os sintomas podem durar de alguns dias a várias semanas.

Um fato que precisa ser ressaltado é que muitas das pessoas infectadas permanecem bem por mais de uma década, entretanto, cerca de metade dos indivíduos portadores do vírus que não realizam o tratamento ficam doentes e desenvolvem a AIDS, definida pela presença de infecções sérias e cânceres, em aproximadamente dez anos.

Como se proteger?

Embora os números de novas infecções por HIV e mortes relacionadas à AIDS tenha diminuído globalmente nos últimos anos, principalmente entre jovens, o conhecimento sobre a prevenção permanece preocupantemente baixo.

Saber do contágio por HIV precocemente aumenta exponencialmente a expectativa de vida do soropositivo, e, quem busca tratamento especializado no tempo certo e segue as recomendações do médico ganha em qualidade de vida, por isso, além de realizar o teste, proteger-se em todas as situações é essencial.

Para se prevenir, é essencial fugir das situações de risco de transmissão do vírus HIV, como: ter relações sexuais sem proteção, compartilhar seringas ou objetos perfurocortantes ou mesmo realizar transfusões de sangue sem verificação laboratorial.

Caso tenha passado por alguma das situações de risco listadas, o ideal é realizar exames de sangue que verificam o anticorpo ao HIV e medem a quantidade do vírus presente no organismo, o que pode confirmar ou refutar o diagnóstico.

Se o resultado for positivo, é essencial que o indivíduo inicie o tratamento imediatamente com medicamentos antirretrovirais, que podem interromper a reprodução do HIV, fortalecer o sistema imunológico e tornar o indivíduo menos suscetível a infecções.


Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/farreras/www/farreras/wp-includes/functions.php on line 3735

Notice: ob_end_flush(): failed to send buffer of zlib output compression (1) in /home/farreras/www/farreras/wp-includes/functions.php on line 3735